Intel Abandonará BIOS em 2020

Durante o evento UEFI Plug Fest 2017Brian Richardson, desenvolvedor líder da Intel, anunciou que o suporte ao BIOS tradicional, agora chamado de BIOS Legacy, será encerrado e 2020.  Tudo isso em virtude do UEFI, versão aprimorada desse sistema, lançada em 2007, que além de mais segura conta com uma interface gráfica mais intuitiva, a compatibilidade com mouse para acessar as opções de configuração bem como oferece suporte para unidades de disco acima de 2 TB,suporte a boot de unidades NVM-e SSD e M-Sata e tambem suporte ao boot rápido sem passar por rotinas de inicialização tão lentas características de uma BIOS comum….

Desenvolvido pela IBM, o BIOS (Basic Input-output system), é o sistema básico que testa e controla o computador durante os primeiros estágios da inicialização, embora tenha sofrido alterações pontuais ao longo dos anos para se manter relevante, ele é uma espécie de legado do conceito PC, e uma forma de manter a compatibilidade com hardwares antigos em computadores com sistemas mais recentes. Porém, a Intel está com planos de passar de uma vez por todas esse controle para sistemas UEFI. O uso do UEFI BIOS já é uma realidade recorrente nos PCs atuais, placas-mãe mais robustas e muitos notebooks já o abandonaram oferecem o modo UEFI há bastante tempo, além da interface ser bem mais amigável,e fácil de trabalhar os fãs de overclock encontram opções mais precisas nessas novas placas.

Porém, essas mesmas placas mantém a compatibilidade com os sistemas antigos, graças ao Compatibility Support Module (CSM), e é esse ponto que a intel quer promover a mudança, passando em definitivo para sistemas que trabalham apenas em modo UEFI, e desabilitando o CSM. Com o fim do módulo CSM, isso significa que as versões Windows em 32-bits,incluindo ai qualquer versão anterior ao Windows 7   e algumas versões do Linux não sejam executados em hardware mais recentes. Placas de vídeo anteriores a 2013 e outras placas de expansão antigas também não trabalharão bem com o UEFI.

Apesar de preocupante e meio complicada em um futuro próximo essa mudança  é uma necessidade para suportar o uso dos novos sistemas e e aos poucos o hardware atual de “PC” vai se distanciando cada vez mais do conceito original criado pela IBM em favor da rápida melhoria nos padrões de hardware atuais

Texto Retirado e adaptado do Guia do Hardware

deixe uma resposta

Comentar

Nome

E-mail

Website