Numero de ataques a servidores de hospedagem já soma 1.4 milhão em 2018

O número de ataques de negação de serviço, conhecidos pela sigla “DDoS”, em inglês, somou 1,4 milhão no primeiro trimestre do ano. É o que mostrou um levantamento realizado pela UPX Technologies, empresa especialista em performance e segurança digital. O ataque é capaz de tirar serviços de tecnologia e telecomunicações do ar, como sites, telefonia e outros dispositivos eletrônicos.

Em um ataque DDoS, o responsável pelo ataque, através de um script ou programa, envia diversas solicitações para o mesmo computador, simultaneamente ou em um curtíssimo espaço de tempo. Isso causa uma sobrecarga no servidor, que, ao tentar responder a todas as solicitações, trava e não consegue responder mais a nenhum comando.

De acordo com o levantamento, esse tipo de ataque – que utiliza milhares de dispositivos infectados para acessar um determinado alvo simultaneamente –, tem passado por um processo de democratização, ficando acessível facilmente a qualquer pessoa má intencionada. “Contratar um ataque DDoS não requer qualquer conhecimento técnico, basta utilizar ferramentas pagas em dólares ou Bitcoins. Qualquer usuário com um cartão de crédito internacional ou carteira BTC tem a capacidade de deixar fora do ar provedores, operadoras, Data Centers ou até cidades inteiras”, explica Bruno Prado, CEO e presidente da UPX Technologies.

A UPX avaliou no estudo que empresas que nunca haviam sido vítimas deste tipo de ataque passaram a ser atacadas com frequência, com ofensores empenhados em não apenas provocar interrupções na conectividade do alvo, como também em deixá-lo permanentemente fora do ar por todo horário comercial ou dias seguidos. A duração média de ataques no primeiro trimestre foi de 14 horas, alcançando 18 horas no mês de fevereiro, período que registrou mais de 750 mil ataques.

Ataques de ampla cobertura

Outra característica consolidada no primeiro trimestre de 2018 foi o registro recorrente de ataques de ampla cobertura (full range), em que todos os endereços IP da organização alvo são atacados simultaneamente ou em rodízio. “Essa modalidade, que era apontada apenas como tendência em 2017, ataca todos os 1024 IPs de um provedor ou data center. Desta forma, se cada IP receber a pequena banda aproximada de 1Mbps, o ataque ultrapassará a banda de 1Gbps”, explica Prado. O maior ataque registrado pela empresa alcançou 153,37 Gbps.

Origem do tráfego

Ao analisar de onde vem cada ofensiva, o Brasil foi o país que originou a maior parte dos ataques, com 12,3 mil IPs destinados aos delitos, seguido por Estados Unidos, com 10,8 mil, e China, com 3,2 mil IPs. Em relação aos tipos mais utilizados, a fragmentação por IP liderou como modalidade tanto para ataques por tráfego (com 42,1%), quanto por pacotes (com 44,7%). O protocolo mais adotado foi o SSDP, com 64,5%.

Concorrência desleal

Hoje em dia os hackers que se especializam nesse tipo de ataque tem a sua disposição uma série de ferramentas novas,principalmente em se tratando da invasão e infecção de dispositivos de Iot a chamada “internet das coisas” que engloba outros dispositivos,alem de computadores,tais como TV,s,Cameras IP,Termostatos digitais ou outros aparatos de automação residencial ou mesmo dispositivos como o Raspberry PI que são computadores completos em uma placa de cirquito minuscula,que geralmente devido ao seu baixo poder de processamento tem protocolos de segurança mais simples ou mesmo uma configuração padrão de fabrica que muitas vezes nunca é alterada e pode ser explorada por eles para recrutar dispositivos para estes ataques,que se tornam cada vez maiores devido ao aumento da velocidade de internet que esta hoje disponível para estes dispositivos

Segundo um relatório da Cloudflare de dezembro do ano passado,os ataques tem se tornado cada vez maiores e rotineiramente alcançam taxas de trafego nas regiões de milhares de MB/s o que é muito mais do que qualquer servidor simples ou conexão de internet comum pode aguentar

Resultado de imagem para ddos size per day in mbps

 

Porque a proteção DDoS é importante?

Tendo em vista estas tendencias,hoje cada vez mais comuns e que tem o simples objetivo de causar prejuízo a sua empresa e seu negocio é muito importante investir em ferramentas de proteção DDOS que trabalham em conjunto com o seu servidor para filtrar as requisições recebidas e garantir que a presença da sua empresa na web não seja afetada,mantendo uma copia do seu site online,mesmo quando ele estiver sob ataque,para que que seus clientes sempre consigam chegar até a sua marca,passando uma imagem de grande confiabilidade.

A All Inside trabalha sempre empenhada em criar soluções confiáveis para seus clientes buscando as mais novas soluções em segurança para garantir a disponibilidade do seu website na internet e fornecer consultoria na melhor forma de reagir a tais ataques.

deixe uma resposta

Comentar

Nome

E-mail

Website